Antidepressivos fazem mais mal do que bem aos pacientes

 

Segundo cientistas da Universidade MacMaster, no Canadá, os médicos precisam ser mais cautelosos na hora de receitar antidepressivos, pois esses podem colocar em risco a vida do paciente.

Ao analisar os efeitos dos antidepressivos no organismo dos pacientes, para além das mudanças no humor, os cientistas descobriram que os riscos do consumo desses medicamentos são maiores do que seus benefícios.

Quem faz uso prolongado de antidepressivos pode ter problemas com estimulação e função sexual; problemas no desenvolvimento dos espermatozoides em homens; problemas de desenvolvimento em crianças; disfunções digestivas, como diarreia, constipação, indigestão e flatulência; além de sangramento anormal e risco de acidente vascular cerebral (AVC) em idosos.

 

  Como os Antidepressivos atuam? 

 

Os antidepressivos atuam diretamente no cérebro, modificando e corrigindo a transmissão neuro-química em áreas do sistema nervoso que regulam o estado do humor (o nível da vitalidade, energia, interesse, emoções e a variação entre alegria e tristeza), quando o humor está afetado negativamente num grau significativo.

 

> Ver mais Saúde

 

Compartilhar

 

 

 

 

 

 

Flag Counter