Bebê é salvo por implante impresso em 3D

Maio 2013

 

Kaiba Gionfriddo, de um ano e meio, sofria constantes colapsos de suas vias respiratórias, o que interrompia o funcionamento de seus pulmões e, muitas vezes, de seu coração também.

Médicos da Universidade de Michigan criaram cem pequenos tubos na impressora 3D, que usa laser guiado por computador para fundir camadas de plástico e criar objetos.

Com uma permissão especial da agência de vigilância sanitária dos EUA, os médicos implantaram um desses tubos em Kaiba.

É o mais novo avanço no campo da medicina regenerativa, cuja constante expansão tem resultado ultimamente na criação de partes do corpo.

O menino conseguiu então respirar normalmente pela primeira vez.

Desde a cirurgia, ele não teve mais crises respiratórias.

Em breve, o tubo de traqueostomia que o ajudava a respirar deve ser removido.

Kaiba tem uma malformação em um dos brônquios, tubos que se ramificam da traqueia e levam ar aos pulmões. Em casos graves, isso pode interromper a respiração e levar à morte.

 

> Ver mais com Crianças

 

 Compartilhar

 

 

 

 

 

Flag Counter